Blog

Entre 2019 e 2020… o que aconteceu?

Não sei o que aconteceu com os meus 20 anos, só sei que deu aloka neles. Foram duas décadas de coisas que podiam ter acontecido, mas não aconteceram. Óbvio que muitas vieram e foram embora, aprendi, cresci, conquistei, tudo.

E esse era o comecinho de um post criado em 14/03/2019, exatos 3 dias antes do meu aniversário de 30 anos. E agora, mais de um ano depois, no meio de uma pandemia, escondida no interior de São Paulo e aos 31 anos, fico olhando ao redor e pensando de novo: o que aconteceu? Como tanta coisa pode mudar em tão pouco tempo? E sim, pouco, porque, se pensarmos bem, um ano não é lá tanto tempo para conhecermos um lugar novo, perdermos alguém que amamos, mudarmos totalmente de cargo na empresa e ficarmos trancados em casa por meses a fio, enquanto um vírus passa de forma desgovernada pelo mundo, matando e infectando mais gente do que conseguimos acompanhar.

Ao mesmo tempo, tanta coisa deixou de acontecer. Tantos projetos não foram para frente, ou foram abandonados, tantos sonhos que ainda não foram realizados, tantos medos que, ufa!, não se concretizaram. Como pode um ano ser tanto e tão pouco ao mesmo tempo?

Eu sei, estou divagando, sem falar coisa com coisa, simplesmente por ter visto o comecinho do post e ficado num estado filósofa-nostálgica. Mas gente, 2019 foi louco! Começou com a incerteza do tratamento que meu avô fazia, na luta contra um câncer de intestino, que fazia com que ele viajasse 1h30 diariamente para se tratar no Hospital das Clínicas em Ribeirão Preto. Depois, a animação e euforia pela minha primeira viagem para a Europa, para comemorar meu aniversário no berço do Dia de São Patrício (St. Patrick’s Day), que é justamente no meu nascimento: 17 de março. Foram 10 dias na Irlanda e dois na Inglaterra, conhecendo um pouco do velho mundo. Na volta, a surpresa triste com a partida do meu avô menos de um mês depois e a terapia que eu encontrei, escrevendo dois livros em dois meses, na tentativa de aliviar a dor e a saudade. Turnê de Sandy e Junior logo em seguida, shows que não paravam de ser confirmados para 2020 (Taylor Swift, Harry Styles, McFLY!), conquista no trabalho, convite para ser madrinha de uma pequena que eu já amava demais e fim. Acabou 2019! Se isso não foi uma montanha russa de sentimentos, eu não sei o que é!

Ah, de lá pra cá, meu avô também virou português! Lembram que eu tinha falado (aqui!) que os documentos dele já estavam a caminho do Consulado de Portugal? É, então. Foi e ele recebeu a aprovação. Ficou todo feliz quando viu os documentos da mãe dele, fotos de um tio e quando soube que também era devidamente reconhecido como cidadão português. Acho que ele, no auge de sua simplicidade, jamais imaginara que isso fosse possível um dia.

E quando todos os planos de 2020 pareciam estar certos, datas de férias marcadas com base nos shows (sou dessas mesmo!), tudo bem planejadinho, vem o COVID-19 e fala “meu amor, senta aí na sua casa, bonitinha, porque você não vai a lugar nenhum!”. E eu pergunto de novo: o que aconteceu?

Esse post não tem muito pé ou cabeça. Foram só coisas soltas, que joguei aqui pela vontade de escrever. Tenho pensado muito nesse blog e em como posso aproveitar esse espaço, que eu sei que pode ser legal. Vamos ver. Essa coisa louca que é o tempo dirá o caminho que esse cantinho vai seguir.

Enquanto isso, se cuidem e, se possível, fiquem em casa!

Você também pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *